Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Fagner se machuca em treino e vira dúvida para o clássico com o Palmeiras

Lateral corintiano fica no chão após dividida com Giovanni Augusto; Léo Príncipe termina treino no time titular

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2017 | 12h13

O Corinthians ganhou mais um problema para o clássico contra o Palmeiras. O lateral Fagner sofreu uma pancada no tornozelo direito no treino desta quinta-feira pela manhã, no CT Joaquim Grava, e deixou a atividade logo no início. Sua presença no jogo de domingo, às 17 horas, no Itaquerão, pelo Campeonato Brasileiro, ainda é incerta. O substituto de Fagner foi Léo Príncipe após o titular se lesionar.

+ Corinthians quer repetir história e usar Palmeiras como 'divisor de águas'

O lance aconteceu logo no início do treino, em uma dividida com Giovanni Augusto. Não foi possível ver o lance da contusão, pois a imprensa ficou bastante distante do campo de jogo para garantir a privacidade do elenco, a pedido da comissão técnica. Fagner ficou deitado com a mão no tornozelo e foi encaminhado para a parte interna do CT.

O time titular que iniciou o treinamento após Fagner se machucar teve a seguinte formação: Cássio; Léo Principe, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho, Romero, Rodriguinho e Clayson; Jô.

Com essa escalação inicial, o técnico Fabio Carille conservou Jadson e Maycon no banco de reservas, como havia feito no treinamento de quarta-feira, quando promoveu as entradas de Camacho e Clayson no time titular. Recuperado de lesão muscular, Paulo Roberto treinou na lateral direita do time reserva.

No final do treino realizado na manhã desta quinta, Carille fez nova experiência. Tirou Gabriel e recolocou Jadson entre os titulares. O treinador quis observar o esquema 4-1-4-1, com Camacho à frente da zaga.

O Corinthians lidera o Brasileirão, com 59 pontos, quatro à frente justamente do Palmeiras, que precisa vencer para aumentar as suas chances de lutar pelo título nacional nesta reta final da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.