Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Fagner vê desempenho fora de casa como trunfo corintiano contra o Brusque

Alvinegro venceu todas as partidas disputadas fora nesta temporada

Estadão Conteúdo

27 Fevereiro 2017 | 18h06

Em busca da classificação à terceira fase da Copa do Brasil, o Corinthians entrará em campo na próxima quarta-feira para encarar o Brusque, no interior de Santa Catarina, com um importante trunfo. Afinal, sempre que entrou em campo como visitante nesta temporada, o time venceu.

É exatamente isso que o Corinthians precisará avançar na Copa do Brasil, que tem regulamento diferente na segunda fase em comparação ao da primeira, quando o empate era suficiente para o time visitante se classificar - agora, a igualdade levará o confronto para a disputa de pênaltis.

Fora de casa, o Corinthians venceu, em 2017, São Bento (1 a 0), Audax (1 a 0) e Mirassol (3 a 2), pelo Campeonato Paulista, e Caldense (1 a 0), pela própria Copa do Brasil. Nesta segunda-feira, o lateral-direito Fagner reconheceu que o bom desempenho aumenta a confiança do time, mas também destacou que o time deverá encontrar dificuldades diante do Brusque.

"Confiança no futebol é uma coisa que você vai adquirindo conforme vai atuando. É importante termos esse retrospecto, mas ao mesmo tempo precisa ter um nível de concentração alto. Sabemos que encontraremos dificuldade lá. Copa do Brasil é muito difícil, exige muito. Essa fase tem muita emoção, o nível de concentração tem que ser alto", disse.

No último fim de semana, o técnico Fábio Carille não utilizou a força máxima no Corinthians diante do Mirassol, poupando alguns jogadores, incluindo Fagner, que ficou no banco de reservas. Para o lateral, o triunfo por 3 a 2 mostrou a força do elenco corintiano.

"Futebol hoje é tão dinâmico que não permite ter só 11. Em 2015 fomos campeões com o elenco rodando. O mais importante é que todo mundo entenda que isso é fundamental no futebol atualmente. Existe um grupo de trabalho e todo mundo tem que estar preparado. O jogador que entra sabe o que tem que fazer e já preparado" afirmou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Corinthians Fagner

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.