Fahel diz que 'daria a vida' para Joel ficar no Botafogo

O técnico Joel Santana ainda não definiu se vai continuar no Botafogo após o título do Campeonato Carioca. O contrato do treinador termina em maio e, na semana que vem, ele vai se sentar com a diretoria alvinegra para negociar sua permanência no clube - quer aumento salarial.

AE, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 20h12

E a situação indefinida do "Rei do Rio", como Joel se define, já começou a preocupar os jogadores do Botafogo. "O trabalho de um treinador tem que ser de longo período. Eu daria minha vida para o Joel ficar no Botafogo", disse o volante Fahel, num tom exagerado.

"Não precisa nem falar da qualidade dele. Tenho certeza que a diretoria vai fazer todos os esforços para que continue, pois fez um ótimo trabalho em curto tempo", completou o volante, para quem todos os jogadores estão torcendo para que Joel permaneça. "Gostamos muito de trabalhar com ele".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoJoel SantanaFahel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.