Gustavo Simão / Fortaleza EC
Gustavo Simão / Fortaleza EC

Faixa contra o VAR da torcida do Fortaleza é retirada após pedido de árbitro

Clássico entre Fortaleza e Ceará foi paralisado até faixa de protesto ser retirada da arquibancada do Castelão

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2019 | 20h25

A torcida do Fortaleza protestou contra o VAR (árbitro de vídeo) durante o clássico contra o Ceará, neste domingo. Uma faixa escrita "Parem! VAR Já chega!" foi estendida no Castelão e teve de ser retirada após pedido do árbitro Flávio Rodrigues de Souza. O Fortaleza derrotou o rival Ceará por 1 a 0. O duelo teve mais de 46 mil torcedores no estádio.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) orienta que o árbitro interrompa a partida nestes casos de manifestações. Foi isso que Flávio Rodrigues de Souza fez no clássico no Castelão. O jogo foi paralisado e recomeçou após a faixa ser retirada.

O atacante Wellington Paulista, capitão do Fortaleza, chegou a pedir para os torcedores retirarem a faixa. A torcida atendeu ao pedido do jogador, e o clássico foi retomado.

O técnico do Fortaleza, Rogério Ceni, e a diretoria do clube têm reclamado do VAR em diversos jogos neste Campeonato Brasileiro. Na última quarta-feira, por exemplo, o treinador ironizou o uso do árbitro de vídeo após a derrota por 3 a 2 para o Corinthians.

"(O Fortaleza) é um time que vem sendo sempre beneficiado pelo VAR, juiz não tem nenhuma dúvida. Fortaleza se sente tranquilo e extremamente justo com a maneira como vem sendo conduzido os jogos. Como nós cansamos de tanto benefício da arbitragem, hoje a gente deixa sem reclamação nenhuma. A gente até se sente envergonhado com tantos benefícios", disse Ceni.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.