Falcão desabafa ao deixar Palmeiras

O sonho de jogar pelo Palmeiras está ficando cada vez mais distante do jogador de futebol de salão, Falcão. Depois de dois coletivos no clube, ele não aceitou os argumentos da diretoria, que pediu mais tempo para sua adaptação ao futebol de campo. Para Falcão, um dos fatores que impediram sua integração ao Alviverde foi a falta de um empresário. "No futebol, muitas pessoas que vão sozinhas não dão certo. Já vi muito jogador sem qualidade ser aprovado porque tinha empresário."Já o ex-jogador Ademir da Guia ainda não havia sido informado sobre a decisão do coordenador de Futebol, Márcio Araújo, que não aceitou integrar o jogador de futsal em tão pouco tempo. Ademir, que sugeriu Falcão para o Palmeiras, dizia não entender por que Falcão não foi aprovado, tendo atuado bem nos dois coletivos que participou - marcou dois gols e mostrou habilidade. "Fizemos nosso papel", disse o ex-jogador, sem esconder a decepção.Falcão foi ainda mais longe em seu desabafo. Apesar de agradecer ao Palmeiras pela oportunidade de treinar no clube, considerou que houve descaso com Ademir da Guia. "Ele expôs seu nome e não aceitaram sua sugestão. Talvez tenha faltado respeito por tudo que o Ademir já fez pelo Palmeiras."Falcão, considerado um dos dois melhores jogadores do mundo de futebol de salão, acredita que dificilmente será aprovado no Palmeiras. "Se quisessem, eles estariam se mexendo mais."O prazo estabelecido pelo jogador para uma resposta dos dirigentes palmeirenses encerrou-se nesta quarta-feira. Ele disse não poder esperar mais, já que tem contrato com o Banespa. Em todo caso, Falcão afirmou estar aberto a outras propostas do futebol de campo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.