Lionel Cironneau/AP
Lionel Cironneau/AP

Falcao diz acreditar no 'improvável' e ainda quer Copa do Mundo

Atacante colombiano passará por cirurgia no joelho esquerdo nos próximos dias

Agência Estado

23 de janeiro de 2014 | 20h00

MONACO - Cerca de seis horas depois de o Monaco revelar que Falcao Garcia precisará passar por uma cirurgia no joelho esquerdo nos próximos dias, o jogador utilizou sua conta oficial no Twitter para se pronunciar. Ali o atacante colombiano afirmou que ainda sonha em disputar a Copa do Mundo e que continuará com esperança enquanto possibilidade existir.

"Quero agradecer a todos vocês por tantas mensagens de apoio nessas últimas horas. Me emocionei muitíssimo com o carinho que me mostraram de diferentes partes do mundo", postou Falcao, iniciando a mensagem.

"Não vou esconder de vocês que minha tristeza é enorme, que meu coração está destruído, mas conto com uma esperança do tamanho de um grão de mostarda, à qual me apoio, e é o suficiente para acreditar que o sonho de ir ao Mundial está vivo. Deus fez possível o improvável e eu creio Nele", escreveu o craque colombiano.

Falcao se machucou aos 40 minutos do primeiro tempo do jogo do Monaco contra o modesto Chasselay, da quarta divisão francesa, na quarta-feira. Ele recebeu um carrinho por trás do zagueiro Ertek dentro da área, mas o árbitro do confronto sequer marcou o pênalti no lance. Após a partida, o defensor se mostrou abalado com a lesão sofrida pelo atacante e desejou rápida recuperação ao colombiano.

Após deixar o gramado carregado em uma maca, Falcao foi substituído por Rivière, que marcou os dois gols que selaram a vitória por 3 a 0 sobre o Chasselay e garantiram a classificação do Monaco para as oitavas de final da Copa da França.

A lesão sofrida por Falcao está causando grande comoção na Colômbia e até o presidente do país, Juan Manuel Santos, já se manifestou nesta quinta para lamentar o ocorrido com a estrela. Participando do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, ele disse que está torcendo muito pela recuperação do atacante.

Já o presidente da Federação Colombiana de Futebol (FCF), Luis Bedoya, garantiu nesta quinta-feira que conta com o jogador do Monaco. "Lamentamos a lesão de Radamel (Falcao Garcia) e informamos que todos os esforços que possam ser feitos serão feitos por ele. Temos que esperar as técnicas para sua recuperação. Esperemos que ele esteja com a camisa 9 na Copa."

A seleção colombiana é apontada como uma das possíveis sensações da Copa que acontecerá entre junho e julho no Brasil. Cabeça de chave do Grupo C, enfrentará Grécia, Costa do Marfim e Japão na primeira fase da competição. Agora, porém, deve ficar sem seu artilheiro e principal jogador, o que diminui consideravelmente as chances de fazer uma boa campanha no Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.