Neco Varella/EFE
Neco Varella/EFE

Falcão diz que Inter precisa corrigir erros após vitória na Libertadores

Técnico reconhece que time gaúcho sentiu a marcação forte do Emelec, mas garante evolução

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 09h35

O técnico Paulo Roberto Falcão comemorou a classificação do Internacional para as oitavas de final da Libertadores, mas reconheceu que a precisa corrigir erros para conquistar o tricampeonato da competição. Na noite de terça-feira, a equipe derrotou o Emelec por 2 a 0, em Porto Alegre, com os gols de Rafael Sóbis e Leandro Damião saindo apenas no segundo tempo.

"Não fomos bem no primeiro tempo. Sentimos a marcação forte do Emelec. Temos que arrumar muita coisa, mas isto é normal. A questão é que estamos no meio de jogos decisivos e os erros aparecem mais. Mas, aos poucos, o time está engrenando. Prova disso foi o segundo tempo, que mostramos força e qualidade para vencer e se classificar", afirmou.

O meia argentino D''Alessandro admitiu que teve dificuldades para superar a marcação individual no duelo de quarta-feira. "Não é fácil achar o espaço com a marcação individual, mas o Inter é um grupo forte. Arrumamos no intervalo e fizemos um bom trabalho no segundo tempo", disse.

Já o atacante Leandro Damião, autor do segundo gol do Internacional, exaltou a evolução da equipe na etapa final. "O time deles estava muito fechado. No segundo tempo, soubemos aproveitar as chances para fazer os gols e sair com a vitória", comentou.

Com a vitória de terça-feira, o Internacional terminou a sua participação no Grupo 6 da Libertadores com 13 pontos, na primeira colocação. Agora, a equipe gaúcha aguarda a definição do seu adversário nas oitavas de final.

Veja também:

JOGO - Leia como foi Internacional 2 x 0 Emelec

blog ANTERO GRECO - Falcão continua bem com o pé esquerdo no Inter…

som ESTADÃO ESPN - Ouça os gols: 1x0 | 2x0

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.