Falcão elogia Internacional, mas diz faltar muito para o ideal

Técnico tem como objetivo que seu time tenha 'marcação, jogadas rápidas e finalizações precisas'

AE, Agência Estado

17 de abril de 2011 | 15h17

PORTO ALEGRE - Quando chegou ao Inter, Falcão prometeu que, sob seu comando, a equipe jogaria um futebol vistoso. No primeiro jogo com o novo treinador, o time colorado não chegou a encantar, mas deu sinais de melhora. Para o técnico, o placar magro na vitória por 1 a 0 sobre o Santa Cruz, neste sábado, não representa o que foi o jogo.

"A leitura que eu faço é que não corremos riscos em qualquer momento da partida. O importante é construir jogadas para fazer gols. O placar merecido deveria ser maior para nós. É muito pouco tempo ainda de trabalho. Falta muito ainda para a equipe atingir o ideal, mas isso é normal", avaliou Falcão.

O treinador reafirmou o que quer ver de seus jogadores: "Eu quero um time que tenha condição de ir a campo com movimentação aguçada, encantando os olhos de quem vê. Marcação, jogadas rápidas e finalizações precisas: este é o verdadeiro futebol bonito".

Falcão tem o respaldo da diretoria, que gostou da atuação do time no primeiro jogo do ex-jogador em sua volta ao Beira-Rio. "Nossa defesa esteve muito bem postada. O Renan trabalhou muito pouco. Na frente, criamos várias jogadas e não fizemos mais gols. Mas isso é um problema bom, que pode ser resolvido tranquilamente. Pior é não criar chances. Lamentamos pelo placar magro, mas o importante foi o desempenho do time e a classificação", opinou o vice-presidente de futebol, Roberto Siegmann.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.