Christian Hartmann / Reuters
Christian Hartmann / Reuters

Falcao García questiona comemoração à distância e lembra contato durante lances

Atacante colombiano acredita que não há razão técnica para a existência deste protocolo

Redação, Estadão Conteúdo

16 de maio de 2020 | 21h32

A retomada do Campeonato Alemão neste sábado apresentou um novo protocolo na comemoração dos gols. Em uma medida para evitar a propagação do coronavírus, não foram vistos os tradicionais abraços para celebrar os seus autores ou nem mesmo aperto de mãos. O comportamento foi questionado por Falcao García.

O atacante colombiano, hoje no turco Galatasaray, questionou a atitude e levantou um debate sobre o assunto ao argumentar que os jogadores estão em contato constante durante vários lances nas partidas.

"Vendo o retorno do futebol eu me pergunto: existe uma razão técnica para o abraço não ser permitido nos gols? Durante todo o jogo estamos em constante contato. Num escanteio os defensores estão em cima de você! Na barreira estão todos juntos", escreveu Falcao García em seu perfil no Twitter.

No jogo mais marcante do dia, a vitória do Borussia Dortmund por 4 a 0 sobre o Schalke 04, os jogadores respeitaram o protocolo de distanciamento imposto pela liga alemã. Na primeira celebração de gol, os atletas procuraram manter distância para comemorar em coreografia ensaiada. Depois, até chegaram mais perto uns dos outros, mas se cumprimentaram com o cotovelo em vez de optar pelos abraços.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.