Falcão, nem no time misto do São Paulo

O São Paulo já campeão paulista vai a Mogi Mirim enfrentar o time da casa, hoje às 16 horas, pela última rodada do campeonato, com um time misto. Era a chance que Falcão queria para começar como titular pela primeira vez na carreira desde que migrou das quadras para o campo. Mas ainda não será desta vez. O jogador vai ter de se contentar com o banco de reservas, situação normal desde que chegou ao Morumbi. O craque do futsal, que recentemente resolveu mudar de posição no campo - de meia para atacante - , anda insatisfeito e revela que já não tem a mesma motivação de antes. Deve entrar no segundo tempo do jogo, mas não descarta uma volta às quadras. Falcão não agrada muito ao técnico Emerson Leão. Quando entra em campo, joga apenas os minutos finais da partida, o que irrita alguns dirigentes do time. No último jogo, Falcão jogou por apenas 15 minutos. Saiu de campo achando que havia tido uma boa atuação. O técnico, porém, não gostou muito da participação do atacante. E os dirigentes já começaram a reclamar. Não concordam com algumas posições do treinador, como manter Souza entre os titulares em algumas partidas. Contra a Ponte Preta, Souza jogou até os 30 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por Falcão. Leão, entretanto, só falou que Falcão jogou mal - enquanto os dirigentes acharam que Souza fez uma péssima partida. E como Falcão foi um jogador que o presidente Marcelo Portugal Gouvêa escolheu, insistir em barrar o craque, sem lhe dar oportunidades, significa, para muitos no clube, que Leão não tem medo de ?peitar? o presidente. Um fator a mais para a desconfiança que esses diretores têm de que o treinador já esteja bem adiantado numa possível negociação com outro clube. Hoje, um time misto entrará em campo contra o Mogi Mirim. Mineiro, Josué, Tardelli e Danilo estão fora por opção do treinador. Júnior e Luizão por estarem suspensos. É a chance que muitos jogadores queriam para mostrar que têm condições de defender o São Paulo. No ataque, o escolhido para formar dupla com Grafite deve ser Vélber. O jogador, que costuma atuar no meio e só iniciou três partidas como titular neste campeonato, diz que não se importa em jogar mais avançado. E vê no jogo de hoje uma boa chance para mostrar a Leão que pode ter vaga no time para o Brasileiro, que começa sábado. "Este é o jogo para mostrar do que a gente é capaz. Ainda não rendi tudo o que posso, e tenho muito a melhorar." Na lateral-esquerda, o escolhido para ocupar a vaga é Jean, já que Fábio Santos está na seleção brasileira sub-20. No meio, Alê, Renan e Marco Antônio jogarão. MOGI MIRIM - No Mogi, o técnico José Carlos Serrão, que já acertou sua ida para o Guarani, espera fechar com chave de ouro sua boa campanha. Com 27 pontos, disputa diretamente com o Paulista uma vaga para a próxima edição da Copa do Brasil.Para o jogo, Serrão preferiu manter a base do mesmo time que perdeu para o São Caetano na última rodada, por 3 a 2. A única mudança será a entrada de William no lugar do zagueiro Rodrigo, que ainda se recupera de uma lesão. A partida marcará ainda várias despedidas. O zagueiro Fábio Brás, os meias Diguinho e Marcelo Rosa e o volante Tozo deixam o time de Mogi-Mirim após o Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.