Divulgação
Divulgação

Falta de 'medalhões' vira problema no São Paulo para ano que vem

Pelo panorama atual, time terá poucos jogadores experientes

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 Novembro 2015 | 10h30

A proximidade do fim da temporada deixa o São Paulo com problemas maiores a resolver no elenco do que a aposentadoria de Rogério Ceni e as prováveis saídas de Luis Fabiano e Alexandre Pato. O panorama atual do clube aponta para a formação em 2016 de um plantel com poucos jogadores experientes e apenas dois atletas com mais de 30 anos: o lateral-direito Bruno e o meia Michel Bastos.

No restante, caso Luis Fabiano saia ao fim do contrato, o São Paulo terá à disposição jogadores jovens para o começo da temporada, a não ser que traga reforços com mais rodagem. O vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, disse ao Estado que a diretoria só deve começar a discutir o planejamento de reforços em dezembro e evitou falar em posições que seriam a prioridade. Além dele, quem trabalha no São Paulo para a busca de reforços é o gerente executivo de futebol, Gustavo de Oliveira.

A saída de oito jogadores no meio do ano fez o clube promover jogadores das categorias de base e apostar neles para formar o time. Garotos como os zagueiros Lyanco e Lucão ganharam chance de ser titulares, apesar do momento conturbado da equipe. Mesmo reforços trazidos nos últimos meses, como Wilder Guisao, Rogério e Luiz Eduardo, têm menos de 30 anos.

Porém, na posição em que o São Paulo terá a perda mais significativa não deve ter reposição. A aposentadoria de Rogério Ceni, aos 42 anos, abre vaga para a disputa de Renan Ribeiro e Dênis, que com o adeus do titular, vai se tornar o jogador que está há mais tempo no clube. "Não acredito que a diretoria contrate outro goleiro. Não acho que farão isso sem dar chance. Acho que vão dar oportunidade tanto a mim quanto ao Renan", disse o atleta, que está no São Paulo desde 2009.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC mercado da bola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.