Faltas de Adriano a tratamento dão dor de cabeça ao Fla

Mesmo sem contrato com o Flamengo, Adriano mobiliza os dirigentes do clube, preocupados com as faltas do atacante às sessões de fisioterapia. O médico José Luiz Runco, o diretor de futebol Zinho e o vice de futebol, Paulo Cesar Coutinho, se reuniram com Adriano e seu agente, Lucca, nesta terça-feira, no Ninho do Urubu.

AE, Agência Estado

19 de junho de 2012 | 20h04

Segundo Runco, a conversa não foi uma cobrança pela falta de empenho do jogador, mas apenas a apresentação da nova etapa da fisioterapia para a recuperação da cirurgia no tendão de Aquiles. Runco disse que será necessário que Adriano faça trabalhos em dois períodos. "Tivemos uma reunião porque o Adriano entra numa segunda etapa da reabilitação e vai precisar estar mais presente. Vai trabalhar em dois turnos", disse o médico rubro-negro, que se recusou a adotar a postura de babá do atleta.

"Quem tem que ficar chateado é ele (por ter faltado à fisioterapia). Ele sabe da importância. É um homem com 30 anos, sabe que é fundamental que se cuide. Se não se cuidar, não vai alcançar o objetivo dele, que é voltar a jogar futebol", destacou o médico.

NEGOCIAÇÕES - O volante Kleberson comemorou 33 anos, nesta terça, no aguardo da definição de seu futuro. O veterano quer assinar por mais duas temporadas com o Flamengo, mas o clube acha o período muito longo. O Bahia quer a sua contratação por empréstimo. Nos próximos dias, os dirigentes esperam decidir a questão e também a contratação do volante paraguaio Cáceres e do lateral-esquerdo Ramon, do Corinthians.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoAdrianoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.