Farah: festa prepara futuro político

Eduardo Farah, não está contente em ser notícia apenas nos cadernos de esportes dos jornais. O dirigente, que há uma semana acumula as presidências da Federação Paulista de Futebol e Liga Rio-São Paulo, não está poupando recursos da FPF para ver seu nome estampado nas colunas sociais. Nesta quarta-feira cedo, num badalado buffet da capital, o dirigente anunciou as contratações dos artistas César Filho e Patrícia de Sabrit que irão apresentar o programa institucional da entidade, denominado "Futebol Paulista e Você".O programa, a partir deste domingo, será veiculado em três emissoras de televisão de abrangência nacional. César Filho apresentará o programa que vai ao ar na Rede Vida e Rede TV, enquanto Patrícia de Sabrit irá estrear na Rede Record.O que se via era um desfile de repórteres especializados em cobertura de eventos sociais. Situação semelhante já havia ocorrido na semana passada, na inauguração da sede da Liga Rio-São Paulo, na valorizada Avenida Brasil, na capital paulista. Enquanto os jornalistas esportivos se acotovelavam para entrar no prédio, os cronistas sociais circulavam livremente nas dependências. Ao mesmo tempo, personalidades como Pelé e o próprio Eduardo Farah concediam entrevistas para o colunista Amauri Junior (TV Bandeirantes), contratado para cobrir o evento.Além de César Filho e Patrícia de Sabrit, Suzana Alves, a ?Tiazinha? também é contratada da FPF. A apresentadora Cléo Brandão, que já foi capa de revista masculina, acaba de ser desligada da equipe. Pela locação dos horários nas três emissoras e na produção do p rograma, a FPF tem gasto cerca de R$ 400 mil mensais.Além dos programas de televisão, em maio deste ano, a FPF começou a produzir um jornal semanal, com tiragem de dez mil exemplares e que tem como tônica a promoção pessoal de Eduardo Farah. O investimento pode ter um outro objetivo. No mês passado, o presidente filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e tem legenda garantida pelo presidente estadual do partido, deputado Campos Machado, caso queira se candidatar a deputado federal.Além de alguns "socialites", estiveram no evento poucos dirigentes. O ex-governador e ex-presidente da FPF, José Maria Marin, presente nos festejos, sentindo-se em um palanque eleitoral, fez questão de elogiar o "companheiro" Farah. "O melhor dirigente do Brasil tem que estar à frente de tudo e seu caminho é a CBF", comentou Marin, de olho na vaga de presidente da FPF. Na semana passada, Farah prometeu deixar a Federação Paulista em dezembro. Sua promessa, porém, não foi levada muito à sério, tendo em vista que ele já tomou a mesma atitude em outras vezes durante os seus 13 anos de mandato. Tudo em vão.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2001 | 17h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.