Faro de gol e hat-tricks colocam Neymar em novo patamar

Aos 22 anos, brasileiro marca mais gols que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi juntos quando tinham a mesma idade

Mateus de Souza e Rafael Fiuza, O Estado de S. Paulo

16 de outubro de 2014 | 20h17

Após a goleada da seleção brasileira por 4 a 0 contra Japão, em Cingapura, Neymar mostra mais uma vez que deverá ser o próximo concorrente de Messi e Cristiano Ronaldo quando o assunto for recordes. Aos 22 anos, o atacante da equipe de Dunga alcança a marca de 14 hat-tricks (três gols no mesmo jogo) e 219 gols na carreira.

O jovem jogador também mostra que pode bater os atuais astros do futebol no número de gols se continuar no ritmo atual nos próximos anos. Com os gols marcados diante do Japão, o camisa 10 da seleção ampliou ainda mais a marca anterior. Na mesma idade, Messi havia marcado 127 vezes. Cristiano Ronaldo, 74. Juntos, marcaram menos gols que o atacante da seleção brasileira e Barcelona.

A diferença se torna maior quando o assunto é hat-trick. Enquanto o argentino tinha apenas dois hat-tricks com 22 anos, Cristiano Ronaldo, já no Manchester United, não tinha nenhum na idade de Neymar. Porém, a distância para os principais jogadores do mundo ainda é enorme. Enquanto Cristiano Ronaldo alcançou 29 hat-tricks na carreira, Lionel Messi já repetiu o feito 26 vezes. Ambos tem mais de 400 gols marcados entre equipes e seleções.

SELEÇÕES NACIONAIS

Neymar também se destaca quando o assunto é seleção. Pelo Brasil, o atacante conseguiu marcar três gols ou mais em três oportunidades. Mesmo feito de Messi pela seleção argentina. Já Cristiano Ronaldo, com o limitado elenco português, fez dois hat-tricks.

Aos 29 anos, o português foi decisivo nos jogos contra a Irlanda do Norte, vencida por 4 a 2, e contra a Suécia, com vitória portuguesa por 3 a 2, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Já o companheiro de Neymar no Barcelona foi decisivo contra a Suíça, Guatemala e Brasil. Além do Japão, Neymar marcou três vezes ou mais também contra China e África do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.