Federação alemã investiga caso de racismo na 2ª divisão

A Federação Alemã de Futebol anunciou nesta segunda-feira que está investigando um suposto caso de racismo ocorrido durante jogo da segunda divisão no domingo. O lateral Danny da Costa, do Ingolstadt, teria sido ofendido por torcedores do 1860 Munich em jogo disputado fora de casa.

AE-AP, Agência Estado

19 de agosto de 2013 | 15h53

Da Costa alegou que foi xingado de "porco preto" toda vez que tocava na bola. "Quando a bola vinha em minha direção, a torcida imitava macacos", disse o jogador, que é negro. O defensor integra o time sub-21 da seleção da Alemanha.

Árbitro da partida, Florian Meyer chegou a solicitar que os alto-falantes do estádio pedissem o fim das manifestações racistas quando o jogador disse que "não aceitaria mais" as ofensas. Como resposta, o 1860 Munich disse ter identificado pelo menos um dos torcedores responsáveis pelos atos de racismo. O clube disse que ele será banido do estádio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAlemanharacismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.