Federação Alemã pede exclusão de juiz

O comitê de controle da Federação Alemã de Futebol (DFB) apresentou hoje um pedido formal recomendando a exclusão do futebol por toda a vida do juiz Robert Hoyzer, além de multa de 50 mil, como pena para o envolvimento do árbitro no esquema de manipulação de jogos para favorecer apostas da máfia croata. Hoyzer, que cumpre prisão preventiva num presídio de Berlim, já tinha sido suspenso provisoriamente do futebol pela DFB, no dia 10 deste mês. O comitê recomendou esta pena para que o juiz receba o castigo mais forte que o tribunal desportivo da DFB possa decidir. Não se decidiu ainda quando será realizada a audiência. Os promotores de Berlim investigam 25 suspeitos envolvidos na manipulação de pelo menos 10 jogos da 2.ª e 3.ª Divisões e da Copa da Alemanha. Entre eles estão três irmãos croatas, Ante, Milan e Filip S., que seriam os líderes da máfia responsável pelos arranjos. Hoyzer confessou a participação em quatro jogos, entre eles Paderborn 4 x 2 Hamburgo, pela Copa da Alemanha, que desencadeou todo o escândalo.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2005 | 19h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.