Reuters
Reuters

Federação anuncia seleção da Copa Africana e elege camaronês como melhor jogador

Christian Bassogog, de apenas 21 anos, o grande destaque da competição

Estadao Conteudo

06 Fevereiro 2017 | 13h42

Um dia após o término da Copa Africana de Nações, a confederação de futebol do continente anunciou nesta segunda-feira a seleção com os 11 melhores da competição. E coube ao campeão, Camarões, ter o craque do torneio: o atacante Christian Bassogog, de apenas 21 anos.

Bassogog é jogador do AaB, da Dinamarca, e foi considerado um dos principais responsáveis pelo título de Camarões, o quinto do país na competição e o primeiro desde 2002. O atacante marcou somente um gol na competição, nos acréscimos da semifinal contra Gana, vencida por 2 a 0 pelo time camaronês.

Camarões também teve o atacante Benjamin Moukandjo, do Lorient, da França, como o melhor jogador da final contra o Egito. Na seleção do campeonato, além de Bassogog, o país emplacou o goleiro Benjamin Moukandjo, que atua no time B do Sevilla, e o zagueiro Michael Ngadeu, do Slavia Praga. A equipe tomou apenas três gols ao longo de toda a competição.

Entre os destaques da seleção ideal da Copa Africana, somente um nome atua em um grande clube da Europa: o meia egípcio Mohamed Salah, da Roma. O país vice-campeão do torneio também foi representado pelo zagueiro Ahmed Hegazy, do Al-Ahly.

No total, seis países foram lembrados na seleção da competição, que teve: Fabrice Ondoa (Camarões); Modou Kara Mbodji (Senegal), Ahmed Hegazy (Egito) e Michael Ngadeu (Camarões); Charles Kabore (Burkina Fasso), Daniel Amartey (Gana), Bertrand Traore (Burkina Fasso), Christian Atsu (Gana) e Mohamed Salah (Egito); Christian Bassogog (Camarões) e Junior Kabananga (República Democrática do Congo).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.