Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Federação autoriza partidas amistosas com portões fechados na Coreia do Sul

No entanto, data para o reinício do campeonato local, paralisado há dois meses, ainda não foi decidida

Redação, Estadão Conteúdo

21 de abril de 2020 | 13h32

Mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, os clubes da Coreia do Sul já podem realizar partidas amistosas no país, mas em estádios com portões fechados. A decisão de liberar aos poucos o futebol no país foi anunciada nesta terça-feira pela Associação de Futebol da Coreia do Sul (KFA, na sigla em inglês). No entanto, uma data para o reinício do campeonato local, paralisado há dois meses, ainda não foi decidida.

A Coreia do Sul é o segundo país da Ásia mais afetado pela covid-19, somente atrás da China. Mas o governo tem conseguido diminuir o número de casos graças a uma estratégia de isolamento social da população desde o início do surto no país e, assim, liberou a realização de jogos ao ar livre, mas com portões fechados para torcedores.

Desde fevereiro, a Coreia do Sul já registrou mais de 10.600 casos de pessoas infectadas, com 237 mortes. Na última segunda-feira, o país teve apenas nove novos pacientes da covid-19 - foi o quarto dia consecutivo com menos de 10 casos.

De acordo com o comunicado oficial divulgado pela KFA, será limitado o número de jornalistas nos estádios para a cobertura das partidas. Como precaução, os jogadores não poderão conversar entre si ou se cumprimentarem, nem poderão fazer o aperto de mãos com os árbitros.

Apesar da decisão tomada pelas autoridades, nenhuma partida amistosa foi confirmada. Um porta-voz da K-League, liga que organiza o Campeonato Sul-Coreano, revelou que os clubes ainda estão debatendo um novo calendário para a retomada da temporada. Há indícios que a volta do torneio possa acontecer na segunda quinzena de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.