Lauriberto Braga/Estadão
Lauriberto Braga/Estadão

Federação Cearense tem sede pichada com as cores do Fortaleza

FCF também foi vandalizada na madrugada deste domingo

Lauriberto Braga, Especial para O Estado de S. Paulo

29 Março 2015 | 14h28

A sede da Federação Cearense de Futebol (FCF), no bairro Benfica, vizinho ao Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, amanheceu pichada. As pichações, que se estenderam para o asfalto em frente à sede foram feitas com as cores do Fortaleza (vermelho, azul e branco). O prédio teve ainda vidraças quebradas. O presidente da FCF, Mauro Carmélio, lamentou o fato e suspeita que o vandalismo tenha sido praticado por integrantes da torcida do Fortaleza.

Para Carmélio, o vandalismo é deplorável, "principalmente porque a Federação não tem nenhuma culpa no caso do rebaixamento do Fortaleza para Série B de 2016 a sua exclusão do Estadual de 2015".

O presidente da FCF salientou que a própria entidade ingressou na sexta-feira (27) com um pedido de efeito suspensivo da punição. O julgamento do efeito suspensivo será realizado na terça-feira (31) pelo Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol do Ceará (TJDF-CE).

O Fortaleza foi punido pela primeira comissão disciplinar do TJDF-CE por ter recorrido à Justiça Comum cobrando o título de campeão cearense de 2002, devido o Ceará ter lançado o atacante David Madrigal, sem ter visto trabalhista atualizado. A Federação Cearense de Futebol está calculando os prejuízos com o vandalismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.