Federação descarta convocação de Bruno para seleção lusa

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou hoje que o técnico da seleção lusa, Carlos Queiroz, não cogitou em nenhum momento convocar o goleiro Bruno, do Flamengo.

EFE,

24 de março de 2010 | 14h12

O jogador, de 25 anos, afirmou recentemente que o próprio Queiroz havia entrado em contato com seus representantes para verificar a possibilidade de que ele defendesse Portugal na Copa do Mundo.

"O técnico da seleção portuguesa nunca pensou nem sequer em fazer uma avaliação técnica de Bruno por ele não ter cumprido o primeiro requisito (aquisição da nacionalidade portuguesa)", explicou a FPF por meio de comunicado.

A Federação reconheceu ainda ter recebido, em setembro de 2008, informações sobre o goleiro, que expressou publicamente sua intenção de adquirir a nacionalidade portuguesa. Bruno aproveitaria o fato de sua avó materna ter nascido em Portugal.

A seleção lusa conta atualmente com três jogadores nascidos no Brasil: o meia Deco, do Chelsea, o zagueiro Pepe, do Real Madrid, e o atacante Liédson, do Sporting.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.