Federação espanhola abre inquérito para investigar Cristiano Ronaldo

Atacante português e Sérgio Ramos criticaram duramente a atuação do árbitro Undiano Mallenco no jogo cantra o Barça

O Estado de S. Paulo

26 de março de 2014 | 13h55

MADRID - O Superclássico ainda repercute na Espanha. Depois da derrota no confronto com o Barcelona, por 4 a 3, e de ver o Atlético de Madrid assumir a ponta do Campeonato Espanhol, o Real Madrid pode perder Cristiano Ronaldo e Sérgio Ramos. Os dois atletas criticaram duramente a atuação do árbitro Undiano Mallenco depois do jogo e agora serão investigados pela Federação Espanhola.

Segundo informações do jornal Mundo Deportivo, as críticas dos dois atletas não foram muito bem aceitas nos vestiários do Real Madrid. O goleiro Iker Casillas foi um dos que não concordaram com a dureza das palavras de Cristiano Ronaldo e seu descontentamento pode apresentar um racha no elenco.

Sem atuar pelo campeonato nacional, devido ao revezamento imposto por Carlo Ancelotti, o camisa 1 do Real Madrid se envolveu em outra polêmica semana passada ao não mandar mensagens de ânimo para o atacante Jesé, que lesionou seu joelho em partida da Liga dos Campeões e perderá o resto da temporada. O mesmo jornal catalão não descarta a saída de Casillas do clube merengue após 15 anos na equipe principal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.