Jon Nazca/Reuters
Jon Nazca/Reuters

Federação espanhola aceita pedido dos clubes por final da Copa do Rei com torcida

Decisão entre Athletic Bilbao e Real Sociedad iria acontecer no dia 18 de abril, em Sevilha, mas foi adiada em razão do coronavírus

Redação, Reuters

05 de maio de 2020 | 07h31

A federação espanhola de futebol (RFEF) afirmou ter aceitado pedido dos clubes Athletic Bilbao e Real Sociedad para reagendar a final da Copa do Rei para quando o coronavírus não for mais uma ameaça para que a partida possa ser disputada com a presença de torcedores.

A primeira final entre os dois importantes clubes bascos aconteceria em 18 de abril em Sevilha, mas o futebol foi suspenso indefinidamente em março, quando a Covid-19 varreu a Espanha. Autoridades do esporte estão confiantes de que a temporada da liga espanhola poderá ser retomada em meados de junho com portões fechados, e a previsão é de que os torcedores não voltem às arquibancadas até a temporada 2020/2021.

Mas os finalistas da Copa do Rei não desejam que o confronto seja realizado em estádio vazio e estão dispostos a esperar o tempo necessário para garantir que seus torcedores possam aproveitar a final. 

“Os presidentes do Athletic Club e do Real Sociedad, após reunião com o presidente da federação espanhola de futebol, concordaram em solicitar que a final seja disputada com torcedores em uma data posterior a ser acordada pelas três partes”, afirmaram os clubes. A RFEF disse que concordou plenamente com o desejo dos dois clubes para que os torcedores participem da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.