Federação Francesa nega redução de suspensão a Evra

A Federação Francesa de Futebol negou nesta quinta-feira a apelação do lateral-esquerdo Patrice Evra, que pedia a redução de sua suspensão de três partidas de afastamento da seleção do país, por conta dos incidentes ocorridos durante a Copa do Mundo da África do Sul.

AE-AP, Agência Estado

09 de setembro de 2010 | 13h50

Com isso, o jogador do Manchester United, que já perdeu duas partidas internacionais da França, estará impossibilitado de atuar pelo seu país até o amistoso contra o Brasil, que acontecerá no dia 9 de fevereiro de 2011.

A alegação do advogado do lateral era de que seu cliente já havia recebido a punição merecida quando o técnico Laurent Blanc suspendeu todos os atletas que estiveram na Copa em sua primeira convocação da seleção.

Evra, Toulalan, Ribery e Anelka foram punidos pela entidade após o envolvimento na greve realizada pelos jogadores em treinamento na África do Sul. Eles protestavam contra a exclusão de Anelka da delegação, após ofensas ao então técnico da seleção francesa, Raymond Domenech.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.