Damien Meyer/AFP
Damien Meyer/AFP

Federação Francesa suspende Mbappé por 3 jogos e abre investigação contra Neymar

Francês foi expulso contra o Rennes, na final da Copa da França, enquanto o brasileiro brigou com um torcedor na arquibancada

Redação, Estadão Conteúdo

03 de maio de 2019 | 10h10

A entrada violenta em Damien Silva, do Rennes, no final da prorrogação da partida decisiva da Copa da França, no último sábado, no Stade de France, em Paris, rendeu uma punição de três partidas ao atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain. A Comissão Disciplinar da Federação Francesa de Futebol (FFF, na sigla em francês) anunciou nesta sexta-feira a suspensão ao jogador campeão do mundo pela expulsão no duelo.

Na ocasião, Mbappé ergueu as travas de sua chuteira e acertou o zagueiro do Rennes durante a prorrogação da decisão que terminou 2 a 2 no tempo normal e estava empatado sem gols no tempo extra. A igualdade prevaleceu e o clube do interior do país venceu na disputa por pênaltis por 6 a 5 e ficou com o troféu da Copa da França.

O Paris Saint-Germain já entrou em campo depois da perda do título - derrota para o Montpellier por 3 a 1, fora de casa, pelo Campeonato Francês - e, por isso, Mbappé já cumpriu um dos três jogos de suspensão. As duas partidas restantes serão contra o Nice, neste domingo, e diante do Angers, no dia 11. O PSG já é o campeão francês. Sua volta aos gramados será contra o Dijon, no dia 18.

No comunicado da suspensão de Mbappé, a Federação Francesa de Futebol também anunciou que abriu uma invetigação contra Neymar pela agressão a um torcedor após a decisão. Após marcar um gol e dar uma assistência para Daniel Alves na final, o brasileiro atingiu o rosto de um torcedor quando subia para receber a premiação pelo vice-campeonato, após provocação.

O camisa 10 do PSG e da seleção brasileira poderá receber suspensão de três a oito jogos, segundo a imprensa local, por ter agredido um torcedor rival. O caso, no entanto, poderia enquadrar Neymar em dois artigos, o que poderia variar a sua punição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.