Federação indiana suspende goleiro

A All India Football Federation - a federação indiana de futebol -, suspendeu nesta terça-feira o goleiro Paul Subrata da equipe do Mohun Bagan por ter dado um soco no jogador brasileiro Cristiano Lima Junior, que morreu poucos minutos depois durante a final de um campeonato na Índia, no último domingo. A equipe do brasileiro, o Dempor Sports, prestou queixa na polícia contra o goleiro e ainda que não haja indicação de que isso teria sido a razão da morte, Subrata ficará suspenso até que as investigações sejam concluídas.A federação ainda anunciou que coletará sete documentos e provas diferentes antes de concluir as investigações e prefere não apontar, por enquanto, nenhum culpado pela morte do jogador. O relatório médico inicial concluiu que Cristiano Lima Junior morreu devido a um ataque cardíaco, mas agora a federação quer saber o que gerou esse ataque cardíaco. Para isso, pede um relatório do comitê médico da federação, um novo exame aprofundado das condições físicas do jogador, um relatório do comissariado de polícia, relatórios dos técnicos de ambas equipes e um relatório até mesmo do goleiro suspenso.As televisões locais estão sendo solicitadas pelas autoridades a enviarem cópias das gravações da partida. A federação confirmou mais uma vez que irá recorrer à ajuda da Fifa se necessário e afirmou que o comitê médico da entidade máxima do futebol está em constante contato com os médicos indianos para tentar entender o que ocorreu. Um novo obstáculo, porém, é o resultado do relatório do árbitro da partida, que citou o soco do goleiro apenas como mais um detalhe do jogo. O árbitro, que corre risco de ser suspenso, sequer deu um cartão ao goleiro por seu ato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.