Will Oliver/EFE
Will Oliver/EFE

Federação inglesa diz que investigará suposto caso de racismo contra Sterling

Atacante do Manchester City teria recebido injúrias durante jogo contra o Chelsea, fora de casa

Estadão Conteúdo

09 Dezembro 2018 | 22h02

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) anunciou neste domingo que vai investir o suposto caso de racismo sofrido pelo atacante Raheem Sterling na partida entre Manchester City e Chelsea, no sábado, em rodada do Campeonato Inglês. O jogo foi disputado no estádio Stamford Bridge, do Chelsea, em Londres.

"Nós encaramos todas as alegações de discriminação com muita seriedade e vamos trabalhar com os clubes e as autoridades relevantes para que este caso seja abordado da forma mais adequada", registrou a FA, em comunicado.

"Condenamos fortemente todas as formas de discriminação e encorajamos todos os torcedores e participantes que acreditam terem sido vítimas de discriminação, ou que testemunharam algum caso de abuso, a reportar os episódios aos canais apropriados: a FA, as federação dos outros países e aos nossos parceiros do Kick It Out", disse a entidade, referindo-se ao grupo que acompanha casos de discriminação no futebol inglês.

Sterling teria sido alvo de racismo ao longo do jogo por parte da torcida do Chelsea. As câmeras de TV flagraram torcedores proferindo ofensas de cunho racista ao jogador do Manchester City. O próprio Chelsea e a polícia local já avisaram que pretendem investigar o caso.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.