Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Federação Italiana suspende Bruno Henrique, do Palmeiras, por passaporte falso

Entidade determina punição de um ano ao jogador que estava atuando no Palermo

O Estado de S. Paulo

19 de abril de 2018 | 17h41

A Federação Italiana de Futebol anunciou nesta quinta-feira a suspensão de um ano ao volante Bruno Henrique, atualmente no Palmeiras. Em nota oficial, a seção disciplinária da entidade acolheu a denúncia da Procuradoria Federal do país e decretou a punição ao jogador por ter atuado durante uma temporada no Palermo com um passaporte italiano falsificado.

+ Jadson ironiza Palmeiras: 'Ganhamos dentro de campo'

+ Roger tira Lucas Lima e escala Moisés como titular

A pena vem como resultado de uma intensa investigação na Itália sobre um esquema de passaportes falsificados. De acordo com a imprensa italiana, apenas na cidade de Brusciano foram emitidos irregularmente 300 documentos de cidadania para estrangeiros. Os principais beneficiados foram brasileiros, inclusive jogadores de futebol e futsal.

Procurado, o Palmeiras disse não ter sido comunicado da decisão publicada na Itália. O jogador é titular da equipe do técnico Roger Machado. Bruno Henrique atuou no Palermo entre 2016 e 2017 e já havia se colocado à disposição das autoridades italianas para prestar esclarecimentos. O irmão dele, Douglas, tem cidadania italiana e, inclusive, já defendeu a seleção do país em Mundial de Futsal.

O jogador chegou ao Palmeiras em junho do ano passado, em transferência de cerca de R$ 12 milhões. O contrato dele com o clube vai até maio de 2021. A decisão anunciada na Itália não explica se a suspensão para Bruno Henrique valerá em outro país.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.