Federação Palestina pede atitude da Fifa contra Israel

Sede da associação foi invadida por militares israelenses na última segunda-feira; cartola pede atitude da entidade máxima do futebol

O Estado de S. Paulo

01 de dezembro de 2014 | 21h12

 O conflito Israel-Palestina parece estar se estendendo a outros campos de batalha. A Federação Palestina de Futebol entrou com uma representação na Fifa no último domingo para mostrar o "cartão vermelho" para o país. A reclamação se deu após soldados israelenses invadirem os escritórios da entidade esportiva na última segunda-feira.

"Eu acredito que a invasão à sede da nossa associação foi uma desgraça para todo mundo e acredito que isso requer uma posição da família do futebol", disse Jibril Rajoub, presidente da Federação Palestina de Futebol ao site arabs48.com. "Acho que é hora de tomar medidas. O que aconteceu na semana passada não tem precedentes na história do esporte", reclamou o cartola.

Dentre as federações que demonstraram seu descontentamento com o ato do exército israelense está a Federação Asiática de Futebol por meio de seu presidente, Shaikh Salman Bin Ebrahim Al-Khalifa, que classificou a ação como "imperdoável". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.