Marco Bindicci / Reuters
Marco Bindicci / Reuters

Federação Peruana exalta Guerrero e lamenta suspensão de um ano

Punido pela Fifa nesta sexta-feira, atacante, que promete recorrer, está fora da Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2017 | 18h42

A Federação Peruana de Futebol (FPF) se posicionou nesta sexta-feira sobre a punição aplicada pela Fifa ao atacante Paolo Guerrero por doping. A entidade nacional lamentou a suspensão de um ano, que tira o jogador da Copa do Mundo de 2018, e fez questão de elogiar o caráter do atleta.

+ BLOG DO MORELLI:  Esportista precisa ser exemplo para os mais novos

"Como FPF, lamentamos e nos solidarizamos com a difícil situação que vem atravessando Paolo Guerrero. Reiteramos nosso sentimento a respeito da qualidade pessoal e profissional de Paolo. Valorizamos sua imensa contribuição à nossa seleção como capitão e líder do grupo", disse em nota.

Guerrero testou positivo para uso de benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado depois do empate em 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias, no dia 5 de outubro. Na audiência do caso, o centroavante assegurou não ter consumido cocaína, mas, com a punição imposta nesta sexta-feira, a Fifa demonstrou que não foi convencida pelos argumentos apresentados.

A defesa de Guerrero já prometeu recorrer da decisão e, agora, deve apresentar um recurso ao Comitê de Apelações da Fifa. Caso não tenha sucesso nessa instância, levará o caso até a Corte Arbitral do Esporte. Enquanto isso não ocorre, o peruano não poderá entrar em campo antes de novembro de 2018.

"É importante agregar que a decisão poderá ser apelada por seus advogados à Comissão de Apelação da Fifa. Confiamos nas instâncias jurisdicionais do sistema do futebol mundial", afirmou a FPF.

Guerrero ainda não se manifestou sobre a decisão da Fifa, mas a federação peruana revelou ter entrado em contato com a família do jogador. "Hoje, recebemos a família do Paolo e conversamos com ele com a certeza de que o futebol e todos os peruanos unidos poderemos superar as adversidades, como já demonstramos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.