Federação pune gandula e Comercial por agressão a goleiro

Nesta segunda-feira à tarde, o Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol (TJD) puniu administrativamente o gandula Carlos Márcio dos Reis por 30 dias. Ele agrediu com uma barra de ferro o goleiro Marcão, do Botafogo-SP, no clássico contra o Comercial, neste domingo, pela Série A-2 do Campeonato Paulista.O Comercial, clube para o qual Reis trabalha, também não escapou ileso da barbárie: o Estádio Palma Travassos, palco do jogo, foi interditado até um novo julgamento, ainda sem data marcada. Além disso, nos próximos mandos de campo do Comercial, os gandulas serão indicados pela própria Federação. O presidente do TJD, Naief Saad Neto, justificou a decisão. "Essa atitude poderia ensejar graves acontecimentos, e originar na cidade de Ribeirão Preto, um clima bastante tenso entre os torcedores das duas torcidas locais."O gandula vinha travou desde o começo do segundo tempo uma discussão com o goleiro Marcão, com troca de xingamentos e provocações. Até que, num tiro de meta, o goleiro pediu que o gandula colocasse a bola na pequena área, mas ele a escondeu atrás das placas de publicidade. Marcão correu atrás da bola e acabou agredido pelo gandula pelas costas. Sem reagir, o goleiro viu o gandula ser preso e retirado de campo. À parte o incidente e as punições, o Comercial festejou muito a sua primeira vitória na temporada. Antes tinha dois empates e duas derrotas na Série A-2. Agora soma cinco pontos, na 13.ª posição. O Botafogo tem seis pontos e ocupa a décima posição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.