Julian Finney/AFP
Julian Finney/AFP

Federer salva 2 match points, bate Berdych e vai à semifinal do Masters de Miami

Tenista suíço estendeu a sua boa fase na busca por mais um título na temporad

Estadao Conteudo

30 de março de 2017 | 19h50

Roger Federer se viu muito próximo de ter uma invencibilidade de nove partidas quebrada nesta quinta-feira, mas ampliou a sua série de vitórias consecutivas para dez ao vencer Tomas Berdych por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6 e 7/6 (8/6), em um jogo no qual precisou salvar dois match points no tie-break decisivo para seguir vivo e avançar às semifinais do Masters 1000 de Miami.

Campeão do Masters 1000 de Indian Wells na semana retrasada, o tenista suíço assim estendeu a sua boa fase na busca por mais um título na temporada - ele também já ganhou neste ano o Aberto da Austrália, Grand Slam realizado em Melbourne.

Com o triunfo no sufoco diante de Berdych, o atual sexto colocado do ranking mundial se credenciou para enfrentar nas semifinais do torneio norte-americano disputado em quadras duras o vencedor da partida entre o alemão Alexander Zverev e o australiano

Nick Kyrgios, também prevista para acontecer nesta quinta em Miami.

Para se garantir na luta por uma vaga na final, Federer começou arrasador contra Berdych, hoje o 14º tenista do mundo. Ele aproveitou duas de três oportunidades de quebrar o saque do checo no primeiro set e, ao confirmar todos os seus serviços, aplicou o 6/2 para fazer 1 set a 0.

Berdych, porém, não se abalou e passou a sacar com mais eficiência para reagir. Desta vez sem oferecer nenhuma chance de quebra ao suíço, ele ainda converteu um de dois break points para abrir vantagem e depois fechar a segunda parcial em 6/3, empatando o confronto.

Já no terceiro e decisivo set, Federer chegou a quebrar primeiro o serviço de Berdych, mas em seguida esteve irreconhecível com o serviço na mão, perdendo o mesmo sem pontuar após cometer uma dupla-falta e levar dois winners de devolução. Mais tarde, no 12º game, o suíço colocou pressão no rival e chegou a ter um match point, mas o checo salvou com o saque na mão e depois empatou em 6/6 para forçar o tie-break.

No desempate derradeiro, Berdcyh chegou a abrir 6/4 e teve duas bolas para fechar o jogo, mas Federer salvou um match point no saque do checo e depois empatou em 6/6 com o serviço na mão. E jogou a pressão para o outro lado ao fazer um ace que lhe deixou a um ponto da vitória. E o checo acabou sentindo o peso da responsabilidade ao cometer uma dupla-falta com o seu saque e entregar de bandeja o triunfo ao suíço.

Esse foi o 24º confronto entre Federer e Berdych, sendo que o suíço ampliou para 18 vitórias e seis derrotas a ampla vantagem que tem no retrospecto de duelos com o checo. Esse também foi o sétimo triunfo seguido do recordista de títulos de Grand Slam sobre o adversário, que neste ano já havia sido superado pelo rival na terceira rodada do Aberto da Austrália.

DUPLAS

Em jogo encerrado há pouco em Miami, também foram definidos os adversários do brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot na final de duplas do Masters de Miami. Serão os norte-americanos Nicholas Monroe e Jack Sock, que nas semifinais derrotaram os compatriotas Mike e Bob Bryan por 2 sets a 0, com 7/6 (7/5) e 6/3.

Horas mais cedo, Melo e Kubot se garantiram na decisão ao vencerem o norte-americano Brian Baker e o canadense Daniel Nestor por 6/4 e 6/3.

Tudo o que sabemos sobre:
TênistênisRoger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.