Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Felipão aproveita contusões para fazer testes na seleção

Técnico anuncia nesta quinta convocados para jogos com Coreia do Sul e Zâmbia

O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2013 | 07h30

RIO - Luiz Felipe Scolari convoca nesta quinta-feira a seleção brasileira para os amistosos de outubro contra Coreia do Sul (dia 12, em Seul) e Zâmbia (dia 15, em Pequim) e pretende transformar as dificuldades em oportunidades. O lado ruim é que ele não poderá chamar três de seus titulares - Julio Cesar, Thiago Silva e Fred -, que estão contundidos. Em compensação, poderá aproveitar para fazer alguns testes, visando à formação do grupo para a Copa do Mundo.

O treinador revelou logo após o fim da Copa das Confederações a intenção de observar alguns jogadores que estão na Europa, mas ainda não tiveram oportunidade, e ontem voltou a dar indícios de que vai aproveitar a ocasião. “Pode ser a oportunidade de ver jogadores que ainda poderão ser convocados para a Copa do Mundo’’, disse ao site da CBF.

Assim, é possível que atletas como o volante Fernandinho, do Manchester City, e o meia Willian, do Chelsea, ganhem uma chance. Ambos estavam no Leste Europeu até a metade do ano - no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e no Anzhi, da Rússia, respectivamente - e Felipão havia revelado a intenção de observar jogadores daquela região do continente europeu.

Outro que também poderá aparecer na lista é o lateral-direito Mario Fernandes, do CSKA russo. Mesmo porque ontem Maicon foi substituído aos 35 minutos do primeiro tempo do jogo da Roma com a Sampdoria pelo Campeonato Italiano por um problema muscular - a gravidade é desconhecida.

Em compensação, a seleção deve ter as voltas de Daniel Alves e de Hulk, cortados dos amistosos de setembro contra Austrália e Portugal por estarem contundidos. Ambos estão jogando regularmente por Barcelona e Zenit, seus clubes.

A contusão de Thiago Silva ajuda a ampliar o leque de experiências na zaga. O palmeirense Henrique pode ser chamado novamente e Dedé, do Cruzeiro, Réver, do Atlético-MG, e Gil, do Corinthians, estão na expectativa de ser lembrados.

Também há comentários de que Miranda, do Atlético de Madrid e convocado uma vez por Felipão, pode ter nova chance na seleção.

Um por time. Como os clubes brasileiros estão prestes a entrar na reta final do Nacional e vários deles estão envolvidos também com a Copa do Brasil, Felipão decidiu tentar chamar apenas um jogador por equipe. No entanto, talvez não consiga manter o plano inicial.

“O objetivo é não prejudicar os clubes no Brasileiro. Mas, se houver necessidade de convocar dois jogadores, converso antes com treinador, como faço sempre e é a rotina da comissão técnica’’, disse Felipão.

O Atlético-MG, que tem vários convocáveis - Victor, Marcos Rocha e Jô - pode ser o “prejudicado’’ da vez. Até porque Cuca não costuma reclamar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.