Mowa Press/Divulgação
Mowa Press/Divulgação

Felipão arma esquema da seleção brasileira com Maicon, Bernard e Jô

Do grupo que conquistou a Copa das Confederações em junho, Felipão não pode contar com apenas três titulares

ALMIR LEITE, Agência Estado

04 de setembro de 2013 | 16h29

BRASÍLIA - O técnico Luiz Felipe Scolari começou a definir na tarde desta quarta-feira, durante o treino no Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros, a escalação da seleção brasileira para o amistoso contra a Austrália, marcado para sábado, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. As três novidades na equipe titular devem ser o lateral-direito Maicon e os atacantes Bernard e Jô.

Do grupo que conquistou o título da Copa das Confederações em junho, Felipão não pode contar agora com apenas três titulares: o lateral-direito Daniel Alves e os atacantes Fred e Hulk, todos cortados por causa de contusão. E, como a tendência é ele manter a base da equipe, fica a dúvida apenas com relação aos substitutos dos três que fizeram parte daquela campanha vencedora.

Para a vaga de Daniel Alves, o substituto natural é Maicon - a outra opção para o setor é Marcos Rocha, do Atlético-MG, que foi chamado de última hora para completar o grupo. Na frente, Jô é o reserva imediato de Fred. Assim, a maior dúvida seria na posição ocupada por Hulk, na qual Felipão parece ter escolhido Bernard, mas pode utilizar também Lucas e Hernanes.

No treino coletivo realizado na tarde desta quarta-feira, Felipão também voltou a colocar Julio Cesar entre os titulares, depois de o goleiro ter ficado na reserva de Jefferson durante o amistoso com a Suíça em agosto - a justificativa foi de que ele estava sem jogar naquela época, porque ainda negociava uma possível saída do seu clube, o Queens Park Rangers.

Assim, a escalação da seleção brasileira no treino desta quarta-feira foi a seguinte: Julio Cesar; Maicon, Thiago silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Bernard, Jô e Neymar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.