Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Felipão assina novo contrato e livra Palmeiras de multa

Treinador deixa clube à vontade para demiti-lo se for o caso

DANIEL BATISTA, Agência Estado

09 de setembro de 2011 | 15h40

SÃO PAULO - O técnico Luiz Felipe Scolari revelou, nesta sexta-feira, que assinou um novo contrato com o Palmeiras e o entregou para o presidente Arnaldo Tirone. No acordo oferecido pelo treinador ao clube, ele abre mão da sua multa rescisória, deixando o Palmeiras à vontade para demiti-lo se houver esse interesse.

"Quero deixar o Palmeiras livre para fazer o que bem entender comigo. O contrato está assinado, pelo menos da minha parte. Entreguei para ele (Tirone), mas o presidente diz que quer que eu fique até o fim. Por via das dúvidas, o Palmeiras pode fazer uso do contrato quando quiser", disse Felipão. O treinador não quer que o Palmeiras use a multa como desculpa para mantê-lo no cargo a contragosto.

Tirone, porém, não assinou o contrato apresentado por Felipão, porque, desta forma, o treinador também poderia deixar o Palmeiras sem pagar a multa estipulada quando o treinador retornou ao Palestra Itália. O presidente não quer perder Scolari e chegou a falar até em renovar com ele até 2014. Os valores da antiga multa não foram revelados. 

O atual contrato entre Palmeiras e Felipão vai até o fim de 2012. O treinador acha que ainda é cedo para pensar numa renovação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.