Felipão bate recorde e Portugal vence a Angola por 1 a 0

As previsões não se confirmaram e Portugal teve dificuldades para ganhar da Angola por 1 a 0, neste domingo, no Estádio Müengersdorfer, em Colônia. Mesmo com o placar apertado, o treinador da equipe lusitana, o brasileiro Luiz Felipe Scolari, bateu o recorde de número de vitórias consecutivas em Copas do Mundo, com oito no total. Pentacampeão com o Brasil na Ásia, em 2002, Felipão já tinha em seu currículo sete triunfos seguidos, mesma marca alcançada por Vittorio Pozzo, com a seleção italiana nos Mundiais de 1934 (Itália) e 1938 (França). De quebra, o gaúcho, técnico com maior vitórias no comando de Portugal (27), também manteve uma invencibilidade de 15 jogos.Além disso, o confronto ficou marcado como o segundo na história das Copas a ter em campo duas equipes de língua portuguesa. O primeiro ocorreu há 40 anos, quando o Brasil foi superado por Portugal por 3 a 1, em 1966, na Inglaterra.JogoA ampla vantagem técnica da seleção lusitana teve sua primeira demonstração com menos de um minuto de jogo. Em uma jogada ensaiada, o atacante Pauleta recebeu na área e chutou cruzado. A bola passou perto do gol de João Ricardo. Três minutos depois, o time de Felipão abriu o marcador. Em linda jogada de Figo, o meia da Inter de Milão driblou o zagueiro Jamba, cruzou rasteiro e Pauleta completou para o gol.Em vantagem, Portugal manteve a pressão e quase ampliou aos 14. Com muita liberdade, Pauleta recebeu longo lançamento do zagueiro Ricardo Carvalho, viu o goleiro angolano adiantado e deu um toque sutil, mas a bola foi pela linha de fundo. Aos 34, Figo cobrou escanteio e Cristiano Ronaldo cabeceou na trave, na seqüência a zaga afastou o perigo.A Angola só conseguiu levar perigo aos 42 minutos, quando o volante André Macanga recebeu na entrada da área e bateu no canto, forçando o goleiro Ricardo a fazer grande defesa. Três minutos depois, os europeus responderam. Miguel partiu com velocidade, invadiu a área e rolou para Cristiano Ronaldo colocar no canto esquerdo, mas João Ricardo, bem posicionado, espalmou.Apesar da pequena vantagem no marcador, Portugal voltou para a etapa complementar mais recuado e só acordou a torcida aos 16 minutos, com um chute do meia Tiago, que o goleiro angolano encaixou sem problemas. Por causa da falta de criatividade, a torcida vaiou muito o time dirigido por Felipão.Angola 0 x 1 PortugalAngola: João Ricardo; Jamba, Locó, Kali e Luís Delgado; André Macanga, Figueiredo (Miloy), Zé Kalanga (Edson) e Mendonça; Akwa (Mantorras) e Mateus. Técnico: Luis Oliveira Gonçalves.Portugal: Ricardo; Miguel, Ricardo Carvalho, Fernando Meira e Nuno Valente; Tiago (Hugo Viana), Petit (Maniche), Simão Sabrosa e Figo; Cristiano Ronaldo (Costinha) e Pauleta. Técnico: Luiz Felipe Scolari.Gol: Pauleta, aos 4 minutos do primeiro tempo. Árbitro: Jorge Larrionda (URU). Cartões amarelos: Jamba, Locó, André, Cristiano Ronaldo e Nuno Valente. Local: Müengersdorfer Stadium, em Colônia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.