Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Felipão celebra boa fase do 'filho' Dudu e do 'chato' Deyverson

Treinador destaca os dois jogadores em vitória sobre o Grêmio, neste domingo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

14 Outubro 2018 | 19h47

A vitória do Palmeiras sobre o Grêmio por 2 a 0 teve os atacantes Dudu e Deyverson como protagonistas. O primeiro, deu assistência e teve boa movimentação em campo, enquanto o segundo fez os dois gols e deixou o Pacaembu aplaudido pela torcida. Ao final da partida, o técnico Luiz Felipe Scolari destacou a boa fase de ambos, mostrando bom humor.

"Tenho dois filhos de 1,90 m e 1,10 m, o baixinho (Dudu). Ele tem esta qualidade e  não podemos cobrar nada menos que isto. Ele sabe jogar, com a cabeça boa, tranquilo, dá o que a gente espera. O Deyverson é outro. Se ele tomar uma maracugina (calmante) antes do jogo, vai muito bem. Porque duvido um zagueiro que goste de jogar contra ele, é muito chato, incomoda toda hora, não perde bola por cima”, destacou o comandante palmeirense.

Em relação ao jogo, o treinador apontou que a vitória sobre o Grêmio foi conquistada em um dos jogos mais complicados que ele teve no Palmeiras. "Acredito que tenha sido um dos mais difíceis jogos que enfrentamos até hoje. O Grêmio trabalha a bola de forma espetacular e joga em um estilo com a bola jogada no meio-campo a toda hora bem trabalhada. Precisávamos ter uma linha de marcação que dificultasse a partir do meio-campo. Se saíssemos para marcar, como no primeiro tempo, o Grêmio cresceria. O segundo tempo foi taticamente excelente. Enfrentar o Grêmio é difícil", resumiu. 

Felipão também destacou o fato de conseguir fazer substituições no Palmeiras e o time não cair de rendimento. "O que tem me agradado é colocar A, B ou C e a equipe reagir normalmente ao que pensamos de parte tática. Podemos melhorar mais o trabalho de bola, que normalmente fazemos nos treinos para ter uma evolução maior e uma situação de mais tranquilidade, ainda mais quando estamos ganhando o jogo".

O líder Palmeiras volta a campo no próximo domingo, para enfrentar o Ceará, às 16h, no Allianz Parque. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.