Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Felipão celebra vitória do Palmeiras e credita gol a auxiliar

Treinador conta que assistente técnico fez a orientação decisiva para Willian marcar contra o Sport, na Ilha do Retiro

Estadão Conteúdo

23 de setembro de 2018 | 21h54

O técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, contou neste domingo uma curiosidade sobre o lance do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Sport, no Recife, pelo Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva, o treinador afirmou que o mérito da jogada decisiva foi de um dos seus auxiliares, Paulo Turra, que deu uma orientação importante sobre posicionamento.

No lance, aos 35 minutos do segundo tempo, o zagueiro Gómez cabeceou, o goleiro Magrão espalmou e, no rebote, Willian concluiu para as redes. "O gol foi do Paulo, que mandou o Willian entrar no lugar do Thiago Santos (para o rebote). Por isso que dá prazer de trabalhar nesse grupo", disse o treinador, que preservou titulares na partida na Ilha do Retiro.

Felipão se disse satisfeito pela vitória principalmente por ter considerado a partida difícil. "O Sport pressionou um pouco mais no primeiro tempo, depois no segundo tempo tivemos chances vivas no começo. O jogo foi equilibrado. Se não tivesse um vencedor e terminasse empatado, não seria um absurdo", afirmou o técnico, que elogiou a organização da equipe pernambucana.

A rodada marcou a subida do Palmeiras para a segunda posição, um ponto atrás apenas do São Paulo. Daqui duas rodadas os rivais se enfrentam em clássico no Morumbi. "Nós temos de perseguir o líder, da forma que temos como equipe, com bons jogadores, e buscando alternativas. Não tem outro campeonato no mundo como o Brasileiro, que tem oito equipes com chances de título", comentou.

Após bater o Sport, o Palmeiras viaja diretamente para Belo Horizonte. Na quarta-feira o time enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão, pela partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. Na ida, no Allianz Parque, a equipe perdeu por 1 a 0.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.