Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Felipão chega à marca de 65 jogos na Libertadores e se iguala a Muricy Ramalho

Treinador começou sua caminhada na competição em 1995 e ganhou títulos por Grêmio e Palmeiras

Paulo Favero, Estadão Conteúdo

06 de março de 2019 | 11h00

Luiz Felipe Scolari vai igualar na partida desta quarta-feira diante do Junior Barranquilla, na Colômbia, uma marca importante: ele será o treinador brasileiro, ao lado de Muricy Ramalho, com mais partidas na Copa Libertadores. O comandante do Palmeiras atingirá a marca de 65 jogos na carreira pela principal competição sul-americana.

Felipão começou a sua caminhada na Libertadores em 1995, quando comandava o Grêmio. Acabou sendo campeão e iniciou uma trajetória de especialista no torneio. Tanto que, das seis edições em que esteve à frente de algum time na disputa, em quatro delas ele chegou no mínimo à semifinal - foi campeão também em 1999, pelo Palmeiras.

O treinador gaúcho é ainda quem mais comandou o Palmeiras no torneio da Conmebol (34 vezes), à frente de Vanderlei Luxemburgo, que esteve com o time em 20 oportunidades. Entrando para sua sétima edição, Felipão vive a expectativa de repetir o feito de 20 anos atrás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.