AP
AP

Felipão comemora boa fase na China: 'Foram obedientes'

Em 24 jogos, técnico ainda está invicto no Guangzhou Evergrande

O Estado de S. Paulo

22 de novembro de 2015 | 16h03

Após suas passagens pela seleção brasileira e pelo Grêmio, o técnico Luiz Felipe Scolari voltou a viver um bom momento no futebol. E a 'redenção' do treinador chegou bem longe dos grandes centros: em menos de seis meses no Guangzhou Evergrande, da China, já são dois títulos: o Campeonato Chinês e a Liga dos Campeões da Ásia, vencida neste sábado, em casa, contra os campeões dos Emirados Árabes, o Al Ahli.

Mais do que isso, Felipão está invicto no comando da equipe: são 24 jogos com 15 vitórias e 9 empates. Neste tempo, teve até vitória sobre o poderoso Bayern de Munique nos pênaltis, em amistoso em julho. “Vencer a Copa da Ásia é um presente que meus atletas e minha comissão técnica me deram neste final de 2015. O Al Ahli foi um ótima equipe e é muito bem treinada e organizada. Vencer na Ásia é preencher e coroar um trabalho de muitos e bons anos que é feito aqui no Guangzhou”, declarou o treinador.

Em 17 jogos na Liga Nacional, o técnico, que ainda conta com a presença dos brasileiros Elkeson, Robinho, Ricardo Goulart, Paulinho e Junior Urso no elenco, conseguiu 80% de aproveitamento desde que assumiu, com 12 vitórias e cinco empates. “Estamos muito felizes por termos sido escolhidos para treinar o Guangzhou e pela receptividade desta cidade e da população. No clube todos, vou reafirmar, todos os departamentos trabalharam e fizeram por merecer estes dois títulos. Foram obedientes e disciplinados e gostam de aprender”, concluiu Felipão.

O técnico repetiu o feito de um título continental 16 anos após a conquista da Copa Libertadores pelo Palmeiras, em 1999, onde também foi campeão da Copa Mercosul em 1998. Pelo Grêmio, também venceu a Libertadores e a Recopa Sul-Americana, em 1995 e 1996, respectivamente. Agora, o treinador volta à disputa de um Mundial de Clubes.

O Guangzhou estreia na competição no dia 13 de dezembro, contra o América do México. Nas vezes em que buscou o título, Felipão perdeu nas duas vezes. Em 1995, o Grêmio perdeu para o Ajax e, em 199, o Palmeiras caiu para o Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.