Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Felipão critica declaração de vice de futebol do São Paulo

O treinador do Palmeiras não gostou da atitude do time rival em querer contratar o lateral Cicinho

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 20h03

SÃO PAULO - O técnico Luiz Felipe Scolari classificou como "cafajestagem" o interesse do São Paulo em contar com Cicinho, lateral-direito titular do Palmeiras. O desejo tricolor foi revelado nesta quarta-feira pelo vice de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O dirigente disse ao jornal Lance! que, quando o Palmeiras o procurou para contratar Fernandão, ele respondeu que desejava ter Cicinho.

"Não deve ser eu a pessoa a comentar esse tipo de cafajestagem. Tem muito anjinho com chifre e rabo por aí, e não sou eu", disse Felipão, com feição de bravo, ao ser perguntado a respeito na entrevista coletiva que concedeu na Academia de Futebol nesta quarta-feira.

Cicinho pertence ao Oeste e está emprestado ao Palmeiras até o final do ano, apenas. Se desejar ficar com o lateral em definitivo, o clube alviverde tem preferência na sua compra. Caso não faça valer esta cláusula contratual, abriria espaço para o São Paulo negociar diretamente com o time de Itápolis.

PRESSÃO DA TORCIDA - Nesta quinta-feira, com Cicinho entre os titulares, o Palmeiras enfrenta o Santo André no Pacaembu por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. No domingo, encara o Mirassol, visando as semifinais do Paulistão. Para Felipão, por mais que torcida cobre o time pelo fim de um jejum de títulos, esse tabu não é responsabilidade do atual elenco.

"Não foram esses jogadores que perderam nos últimos dez anos. A torcida pode cobrar do Palmeiras, do clube, mas não desses jogadores que estão aqui. É claro que todos nós somos responsáveis pelas vitórias e derrotas, e por isso queremos seguir esse caminho para mudar a situação", afirmou.

O treinador, porém, acredita que o torcedor está confiante na equipe. "A torcida pode cobrar no momento certo, mas ela sabe que o time está bem, se dedicando e que existe uma situação nova. Somos um time difícil de ser batido e a torcida está enxergando isso. Temos os nossos limites, os nossos erros, mas eles estão mais confiantes. Quando eles acharem que tem algo de errado, que cobrem a mim."

Para o jogo desta quinta, Felipão relacionou 19 jogadores. Pierre, Marcos, Patrik e Lincoln, como esperado, seguem fora. Tinga e Valdivia foram confirmados. Confira a lista:

Goleiros - Deola e Bruno.

Laterais - Cicinho, Rivaldo e Gabriel Silva.

Zagueiros - Danilo, Thiago Heleno e Leandro Amaro.

Volantes - Márcio Araújo, Marcos Assunção, Chico e João Vitor.

Meias - Valdivia e Tinga.

Atacantes - Kleber, Luan, Wellington Paulista, Adriano e Max Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.