Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

Felipão culpa desfalques por má fase do Palmeiras

Para técnico, equipe ainda está se recuperando do esforço físico despendido na Copa do Brasil

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 11h34

GOIÂNIA - O técnico Luiz Felipe Scolari apontou o excesso de desfalques como o principal responsável pelo momento ruim do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. No domingo, a equipe perdeu para o Atlético Goianiense por 2 a 1, no Estádio Serra Dourada, pela 18ª rodada da competição, e caiu para o 16º lugar, com apenas 16 pontos.

"Na Copa do Brasil, os jogadores fizeram um esforço muito grande de superação, com uma série de jogos com problema de lesão, e até hoje estão machucados porque foram ao limite. Depois daquilo, foi o embalo nas duas, três primeiras partidas e a coisa caiu fisicamente de tal forma que hoje tantos estão fora", disse.

Diante do Atlético-GO, o Palmeiras não contou com oito jogadores contundidos - Marcos Assunção, Márcio Araújo, Artur, Fernandinho, Wesley, Daniel Carvalho, Luan e Maikon Leite. Para piorar a situação, Valdivia e Thiago Heleno deixaram a partida em Goiânia reclamando de dores.

"O que nos falta são jogadores. Só. Não adianta ficar discutindo. Faltam todos os jogadores que na Copa do Brasil estavam em um auge físico. Quando estiverem nas condições ideais, além do time em campo, serão seis, sete de alta qualidade no banco (de reservas)", disse Felipão.

O treinador reconheceu que o momento do Palmeiras é ruim, mas lembrou a conquista do título da Copa do Brasil para garantir que o time vai se recuperar no Brasileirão. "Estamos na linha d'água, então temos que pensar em escapar do rebaixamento neste momento. Mas a grande conquista do Palmeiras foi a Copa do Brasil. E hoje, não sei se sabem, só tem um campeão no Brasil: o Palmeiras. Neste momento, passamos por dificuldades em outra competição, mas, até dezembro, o grande campeão do Brasil é o Palmeiras", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.