Felipão deixa comando do Palmeiras após maus resultados

O técnico Luiz Felipe Scolari deixou o comando do Palmeiras nesta quinta-feira em consequência dos maus resultados do time, que está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O Palmeiras ocupa a penúltima posição no torneio, com 20 pontos conquistados em 24 partidas. "Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira entre presidência, diretoria de futebol e comissão técnica do Palmeiras, ficou decidido em comum acordo o encerramento do contrato de trabalho entre o técnico Luiz Felipe Scolari e o clube", informou o clube em nota.

Reuters

13 de setembro de 2012 | 18h38

"Junto com Felipão, o auxiliar técnico Flávio Murtosa também deixa o clube."

Scolari, que tinha um dos maiores salários entre treinadores do futebol brasileiro, ajudou o Palmeiras a conquistar o título da Copa do Brasil, em julho, mas os resultados ruins e atuações decepcionantes no Campeonato Brasileiro levaram à saída dele do clube. Essa foi a segunda passagem de Felipão no time paulista. Em sua primeira passagem no clube, o treinador ajudou o Palmeiras a conquistar a Copa Libertadores, em 1999.

"A Sociedade Esportiva Palmeiras agradece os serviços prestados pelo treinador, um dos maiores comandantes que o clube já teve em toda a sua história", acrescentou o comunicado do time paulista. Scolari, campeão mundial com a seleção brasileira na Copa de 2002, é apontado como possível sucessor de Mano Menezes, caso o treinador deixe o comando do Brasil.

Felipão, ex-técnico da seleção de Portugal e do Chelsea, disse no mês passado que gostaria de comandar uma equipe na Copa do Mundo de 2014 no Brasil, mas que não havia recebido nenhum convite.

(Reportagem de Tatiana Ramil)

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolpalmeirasBrasileirãofelipão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.