Felipão deixa decisão sobre estádio para a diretoria

Com a vaga nas semifinais do Campeonato Paulista já garantida, o Palmeiras pensa agora no clássico contra o Corinthians, que dará uma vaga na decisão do torneio. Na vitória sobre o Mirassol, no último domingo, a equipe mandou sua partida no Pacaembu, tido como casa do rival do próximo final de semana, o que pode fazer com que o confronto aconteça em outro estádio.

AE, Agência Estado

25 de abril de 2011 | 11h30

"Não vou responder sobre estádio, não sou eu que vou responder isso. O regulamento deve dizer, então vou pelo regulamento até o final. O que está escrito lá põe em prática. A direção sabe a minha opinião, cabe a eles. Eles (dirigentes) têm o regulamento, não eu. Então eles que se entendam com a Federação (Paulista de Futebol)", declarou o técnico Luiz Felipe Scolari.

Apesar de já admitir a preocupação com o maior rival palmeirense, o treinador preferiu não fazer nenhum prognóstico sobre o confronto. Mas avisou sobre alguns erros cometidos pela equipe que não poderão ser repetidos.

"Já vou falar sobre o Corinthians (de um jogo que ocorrerá) na semana que vem? Vamos botar o pé no chão e falar sobre o que aconteceu hoje (domingo). Tirei a impressão que minha equipe é bem organizada, mas em alguns momentos permite ao adversário algum espaço e precisamos corrigir se quisermos seguir nesta e em outras competições que participamos", analisou.

Uma reunião na tarde desta segunda-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol, definirá as datas, horários e locais das semifinais do Paulistão. A tendência é a de que o Palmeiras atue contra o Corinthians no domingo, às 16 horas, em palco a ser confirmado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.