Felipão e auxiliar usarão rádio

O técnico Luiz Felipe Scolari deve inovar em seu primeiro jogo pela seleção brasileira. Ele recebeu uma encomenda neste sábado, no hotel Sheraton, na capital uruguaia: uma caixa com equipamentos eletrônicos. Scolari vai dirigir o Brasil, neste domingo, contra o Uruguai, em contato direto com o auxiliar Flávio Teixeira, que ficará numa tribuna especial do Estádio Centenário. Os dois se comunicarão por meio de um pequeno aparelho de transmissão.O treinador demonstrou bastante simpatia com a imprensa local desde que chegou ao Uruguai. Na noite de sexta-feira, abriu uma exceção e concedeu uma entrevista a uma jornalista de um diário esportivo de Montevidéu. As perguntas mais repetidas pela repórter tratavam de questões relacionadas à vida íntima do técnico. Ele não perdeu a pose, mas disse que se sentia mais à vontade quando entrevistado por homens. "É que assim eu posso falar a linguagem mais solta do futebol; com vocês, profissionais mulheres, é preciso sempre um pouco mais de formalidade". Os jogadores da seleção passaram a manhã deste sábado em seus quartos. Poucos torcedores estiveram no hotel a fim de ver os atletas.O uruguaio Carlos Rodrigues, de 24 anos, contou uma história inusitada para tentar driblar os seguranças e chegar perto de Romário. "Estou fazendo jejum a 24 horas como forma de protesto contra os interesses comerciais no esporte e queria pedir o apoio de Romário a esse movimento". O fato pitoresco aconteceu na noite de sexta-feira, em Montevidéu.

Agencia Estado,

30 de junho de 2001 | 13h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.