Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Felipão elogia atuação e diz que Valdivia se recuperou

Meia chileno superou lesão antes do previsto e ajudou time a vencer o Universitario de Sucre

AE, Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 08h56

A escalação de Valdivia foi a principal surpresa do Palmeiras na vitória por 3 a 1 sobre o Universitário de Sucre, na noite de quarta-feira, que classificou a equipe para as quartas de final da Copa Sul-Americana. De acordo com o técnico Luiz Felipe Scolari, o meia chileno passou por todos os testes feitos pelo departamento médico e, por isso, foi utilizado na Arena Barueri.

Veja também:

linkPalmeiras supera o 'apagão' em Barueri e avança na Sul-Americana

Valdívia se contundiu durante o primeiro confronto do Palmeiras com o Universitário de Sucre, na Bolívia, e a expectativa era de que ficasse até 15 dias afastado dos gramados. Felipão não quis confirmar, mas o chileno deve enfrentar o rival Corinthians no domingo, pelo Campeonato Brasileiro, no Pacaembu. "Ele estava concentrado desde ontem. Jogou, foi bem e agora é ter o cuidado necessário para quem sabe, no domingo, ver se está preparado ou, se não, na semana que vem", disse.

Satisfeito com o desempenho do Palmeiras, Felipão dividiu com o auxiliar Murtosa a responsabilidade pela evolução de Gabriel Silva. O lateral-esquerdo foi decisivo para a vitória de quarta-feira ao fazer os cruzamentos dos dois primeiros gols da equipe paulista.

"A virtude de nós termos no Palmeiras um crescente de A e B, de jogadores que são jovens, não é muito minha, mas sim do Murtosa, que é exigente. Esse é um trabalho que a gente faz em equipe, mas méritos do Murtosa. O Gabriel está aprendendo, mas é claro que temos que cobrar mais", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.