Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Felipão estreia com a expectativa de mostrar mudanças no Palmeiras

Treinador retorna ao clube contra o América-MG e quer testar possíveis alterações antes de jogo pela Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 Agosto 2018 | 05h00

O técnico Luiz Felipe Scolari recomeça o trabalho no Palmeiras com o desafio de enfrentar o pouco tempo de preparação. Contra o América-MG, neste domingo, às 16h, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro, o novo comandante inicia mais um trabalho na carreira com apenas um dia de treino e pouco contato com o elenco.

+ Tabela do Campeonato Brasileiro 2018

+ Felipão promete blindar elenco do Palmeiras

Felipão retornou ao Brasil na sexta-feira após passagem por Portugal, visitou a Academia de Futebol, foi apresentado pelo clube e apenas neste sábado encontrou todo o elenco. O trabalho final foi em Belo Horizonte, no Centro de Treinamento do Cruzeiro, equipe onde também trabalhou, entre 2000 e 2001.

A equipe jogou em Salvador na quinta-feira, contra o Bahia, pela Copa do Brasil, e de lá seguiu diretamente para a capital mineira. Felipão viajou para a cidade logo depois de ser apresentado. Por ter pouco tempo para preparar o time, ele buscou informações com seus auxiliares.

Paulo Turra e Carlos Pracidelli chegaram ao Palmeiras uma semana antes do técnico. A dupla observou os trabalhos do interino Wesley Carvalho nos primeiros dias, para depois assumir o comando, sempre em contato com Felipão. O novo treinador manteve contato frequente com os auxiliares, inclusive por chamadas de vídeo. "Tenho de trabalhar dentro e fora de campo, fazer essa equipe ser totalmente competitiva em todos os momentos", comentou. 

"Preciso conhecer os atletas para ver como posso trabalhar com o time. Mas temos um bom elenco”, disse o técnico. Por isso, com a preparação iniciada pela dupla, o Palmeiras deve ter contra o América-MG algumas características buscadas por Felipão em seus trabalhos. Mesmo com pouco tempo para ajeitar o time, o treinador indicou para os auxiliares algumas mudanças desejadas.

A presença de um centroavante fixo foi uma delas, assim como a escolha por um meio-campo com mais marcação, com dois volantes. Na última partida, por exemplo, o Palmeiras foi a campo sem armadores e nos primeiros minutos procurou jogar com velocidade.

O encontro com o América-MG será fundamental para Felipão conhecer melhor os jogadores e analisar como pode montar o time para o confronto seguinte, pela Copa Libertadores, contra o Cerro Porteño, no Paraguai. É possível que o treinador poupe alguns titulares, para evitar o desgaste.

Quem deve ser desfalque em Belo Horizonte é o atacante Willian. O jogador deixou o jogo de quinta-feira com uma lesão na coxa. O atacante Artur deve ser o substituto.

O clube pode ter a estreia do zagueiro recém-contratado Gustavo Gómez. O paraguaio teve a inscrição regularizada no Campeonato Brasileiro. Outro liberado para atuar é Edu Dracena. O defensor foi absolvido na quinta-feira em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ele foi denunciado porque havia xingado o atacante Ricardo Oliveira de "otário" em entrevista.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG X PALMEIRAS

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Donizete, Wesley, Giovanni, Marquinhos e Ruy; Rafael Moura. Técnico: Adilson Batista

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Dudu, Artur e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Juiz: André Castro (GO).

Local: Independência, em Belo Horizonte

Horário: 16h

Na TV: Globo

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.