Felipão evita críticas, mas admite que empate não foi bom resultado

Técnico ressaltou a qualidade do México. 'A seleção vem bem, mas também estamos enfrentando seleções de qualidade', diz Felipão 

Agência Estado

17 de junho de 2014 | 18h13

O técnico Luiz Felipe Scolari evitou criticar a seleção brasileira depois do empate em 0 a 0 com o México, nesta terça-feira à tarde, no Castelão, em Fortaleza. O treinador se disse "satisfeito" com o desempenho da equipe, ainda que tenha admitido que o resultado pela segunda rodada do Grupo A da Copa não tenha sido bom para o Brasil.

"Estou satisfeito, foi um bom jogo de futebol. As duas equipes buscaram o gol com qualidade. Foi um jogo de muita força física, de muito trabalho de bola. Teve uma ou outra chance para cada lado. O 0 a 0 nunca é um bom resultado, mas espelha o que foi esse jogo, bem disputado", avaliou Felipão, ainda na saída do gramado do Castelão.

O treinador fez questão de ressaltar a qualidade do México, time que sofreu para conseguir a classificação para a Copa do Mundo e havia vencido Camarões na partida de estreia da equipe no Mundial. "A equipe vem bem, mas também estamos enfrentando seleções de qualidade. Não é um bom resultado, porque a vitória nos classificaria. Mas temos que saber respeitar o adversário, que também é bom", disse.

Apesar do calor de Fortaleza, Felipão voltou para o segundo tempo usando um agasalho da seleção sobre a camisa polo que utilizava na primeira etapa. Ele reconheceu que fez isso por superstição. Afinal, usava o mesmo conjunto na vitória sobre a Croácia. "A gente sempre está de agasalho, parece que falta alguma coisa, falta um amuleto", argumentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.