AFP
AFP

Felipão faz discurso emocionado e se despede da torcida do Guangzhou Evergrande

Técnico brasileiro venceu o Campeonato Chinês por três vezes no comando da equipe

Estadão Conteúdo

04 Novembro 2017 | 18h54

Emocionado, Luiz Felipe Scolari se despediu dos jogadores e da torcida do Guangzhou Evergrande neste sábado. O técnico discursou do centro do gramado com um microfone após o final da última partida da equipe no Campeonato Chinês contra o Tianjin Quanjian. "Obrigado ao Evergrande por ter me permitido vir à China e a Guangzhou, onde passei dois anos e meio muito agradáveis com vocês", disse Felipão.

+ Leia mais notícias sobre futebol internacional

Apesar da derrota por 2 a 1 no jogo deste sábado, o Guangzhou Evergrande já havia se sagrado campeão do Campeonato Chinês por antecipação. O título é o terceiro vencido por Felipão pelo clube. O técnico brasileiro também venceu a Liga dos Campeões da Ásia no ano passado.

No jogo, que contou com a presença dos brasileiros Ricardo Goulart, Alan e Muriqui pelo lado do Guangzhou Evergrande, o placar foi aberto pelo Tianjin Quanjian, com o gol do atacante francês Anthony Modeste aos 18 do primeiro tempo.

O time visitante aumentou a vantagem aos 16 minutos do segundo tempo, com o meia chinês Sun Ke. Em seguida, o zagueiro Feng Xiaonting diminuiu para o time da casa, aos 19, e deu números finais à partida.

A vitória na 30.ª e última rodada do Campeonato Chinês levou o Tianjin Quanjian à terceira posição. O Hebei China Fortune, que lutava pela classificação à Liga dos Campeões da Ásia, ficou dois pontos atrás depois de perder por 5 a 4 para o Shandong Luneng, em partida que contou com três gols do atacante brasileiro Diego Tardelli.

O nome mais cotado para assumir a vaga de Felipão no Guangzhou Evergrande é o do italiano Fabio Cannavaro, que também encerrou neste sábado a sua passagem pelo Tianjin Quanjian. Também são cogitados o italiano Carlo Ancelotti e o alemão Thomas Tuchel.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Internacional futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.