Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Felipão ganha opção na lateral-direita para enfrentar o Atlético-MG

Marcos Rocha treina com proteção na perna direita e deverá estar à disposição para jogo em Belo Horizonte

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

08 Novembro 2018 | 16h56

O lateral Marcos Rocha treinou nesta quinta-feira com proteções na panturilha e na coxa direita e deverá estar à disposição para o duelo com o Atlético-MG, em Belo Horizonte. O lateral não atua há um mês pelo Palmeiras em função de uma lesão na panturrilha.

Com a possível recuperação de Marcos Rocha, Felipão ganha uma opção importante para o jogo diante do Atlético Mineiro. Mayke, que vinha sendo titular, tem uma partida de suspensão a cumprir no Campeonato Brasileiro, e está fora do jogo em Belo Horizonte. No último sábado, contra o Santos, Felipão optou por improvisar o volante Jean no setor.

Além de Mayke, há outros dois suspensos: o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e o atacante Dudu. O meia Hyoran e o atacante Willian, que não estiveram em campo nesta quinta-feira antes de a imprensa deixar o centro de treinamento, ainda estão se recuperando de lesão e fazem o processo de transição física.

Para sustentar a vantagem de cinco pontos na liderança do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras terá de superar um tabu: o time alviverde nunca derrotou o Atlético-MG no Independência (MG), desde a reforma do estádio, reinaugurado em 2012.

Quebrar tabus não é uma novidade para o Palmeiras em 2018. O time conseguiu vencer o São Paulo, no Morumbi, algo que não acontecia desde 2002. Antes de vencer o São Paulo por 2 a 0, o Palmeiras já havia superado outros tabus. O time encerrou a série de 10 jogos sem vencer o Cruzeiro, com o triunfo por 3 a 1 no Pacaembu, e derrotou o Atlético-MG depois de sete anos, com a vitória por 3 a 2 na arena alviverde.

Mais conteúdo sobre:
Marcos RochaPalmeirasfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.