Divulgação
Divulgação

Felipão ganha queda de braço com Frizzo e Ricardo Bueno é do Palmeiras

O atacante do Atlético-MG deve ser anunciado oficialmente na próxima segunda-feira

Paulo Galdieri, estadão.com.br

19 de agosto de 2011 | 18h20

SÃO PAULO - Ricardo Bueno será jogador do Palmeiras conforme queria o técnico Luiz Felipe Scolari. O atacante foi liberado pelo Atlético-MG para conversar com a diretoria do Palmeiras e acertou contrato de empréstimo para os próximos quatro meses, até o fim da temporada. Ao final do acordo, o Palmeiras poderá optar por renovar com Ricardo Bueno por mais tempo.

O atacante sai em litígio com o Atlético por causa de uma dívida trabalhista. Na manhã desta sexta-feira houve uma audiência em Belo Horizonte para resolver o caso. "Foi muito positiva e estamos bastante otimistas. Entre o jogador e o Palmeiras está tudo acertado. Faltam somente pequenos detalhes para fechar a negociação", disse o empresário do jogador, Marcelo Robalinho.

Ricardo Bueno (veja o perfil do atleta no site do Atlético-MG) deve ser anunciado oficialmente segunda-feira, depois de fazer exames médicos e assinar o contrato.

A chegada de Ricardo Bueno indica vitória de Felipão na queda de braço com o diretor de futebol Roberto Frizzo. O empréstimo só saiu depois que o técnico reclamou que o Palmeiras havia desconsiderado o acerto que ele próprio havia feito com o Atlético-MG para que o atacante fosse cedido em transação envolvendo o volante Pierre.

A negociação também teve empenho pessoal do presidente palmeirense, Arnaldo Tirone, na tentativa de acalmar os ânimos no departamento de futebol do Palmeiras. Tirone avisou a seus pares do Atlético-MG que a ida de Pierre sem a troca por Ricardo Bueno não havia sido autorizada por ele. O clube mineiro entendeu o recado e topou rever o negócio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.